25 de nov de 2008

Angola em Reconstrução

// // Leave a Comment
Pedido de concientização das igrejas à reconstrução de Angola
O presidente do Comité Inter-Ecclesial para a Paz, Tony Nzinga, pediu ontem aos líderes das igrejas no sentido de transmitirem mensagens de dedicação e empenho aos fiéis, de forma a contribuírem para o processo de desenvolvimento e reconstrução do país. Tony Nzinga fez o pedido em Luanda à margem de uma palestra sobre "A contribuição das Igrejas na reconstrução de Angola", realizada pelo Instituto Nacional para os Assuntos Religiosos (INAR). Segundo o presidente do Coiepa, enquanto responsáveis das congregações, os líderes devem transmitir palavras de união, para permitir que todos participem de forma activa no bem-estar e social da Nação. Para Tony Nzinga, a Igreja jogou um papel importante no passado e continuará a ter uma grande responsabilidade na reconstrução do país. No seu entender, esta reconstrução não significa apenas repor o que ficou destruído, mas repensar a me-lhor maneira de todos contribuírem para esse processo. “As igrejas não devem isolar-se do Governo. Elas são colaboradoras principais e têm a responsabilidade de mobilizar os seus fiéis, por forma a participar activamente nas tarefas de reconstrução nacional,” realçou. Durante a actividade foi apresentada uma brochura sobre "Panorâmica das religiões em Angola Independente", da autoria do Instituto Nacional para os Assuntos Religiosos. O livro tem 129 páginas e está a ser comercializado ao preço de 1.500 kwanzas. Fonte: Jornal de angola Online

0 comentários:

Postar um comentário